ELZANO SÁ NO DIA-RIO-I




dia correr de cavalos
a certeza de não mais voltar
dia-rio correr como o rio
matar como o rio
no dia-rio, cedo, a manhã aflora, no dia-rio
ser maior que a fantasia
ser maior que o relógio tic-tac
frio dia-rio
dia-rio a certeza da sorte má
no dobrar de uma esquina
em qualquer rua de teresina



Chico Castro
em CAMISA ABERTA e OUTROS ASTRAIS 
Teresina: 1976

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail