PASSA O TEMPO PASSATEMPO




agora andaremos na chuva.
tirando o susto e o tempo
o mesmo caminho e a luz
                        sobra-nos.

agora caminharemos rindo
da cara da vida das coisas
                         caras
o barato é o rio e a fonte
               da Pedro II

bem, agora, bem, muito bem.
dê-me um cigarro e vede



em SÁBADO ÁRIDO
Teresina: 1985

CAMINHO DE PERDIÇÃO (trechos)

Capítulo 7 Saímos, eu e o Borba. Sentamos num banco da praça Pedro II, os olhos espetados no voltear das môças. Borba falava: -...