PRAÇA DA COSTA E SILVA




de olho no Parnaíba,
o poeta se eterniza
numa sedutora
escuridão de orgias.



Renata Flávia
enviado pela autora

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail