TERESINA




a vida se inventa do barro
barro que faz o homem que faz o tijolo
que faz a casa que vive o homem
barro da beira do poty e do parnaíba
que irriga a cidade que com seu barro polui o rio
teresina
da cidade plana de poty velho
ao paliteiro globalizado do jóquei
do centro infestado de piratas
ao sítio das árvores petrificadas
um feixe de fibras óticas sai do barro
e se liga em quem tá em contato com torquato
míssil ácido no olho do mundo.
teresina
a certeza certeira que o homem se inventa
entre a canela e o caju.



Chacal 
the . 27 / 11 / 04

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail