RIO POTY




Meninos passarinham
em arvoredos
mansas águas do Poty
banham meu corpo
O poeta
passa o tempo
e a vida a limpo



William Melo Soares
em Presença da literatura piauiense 
Luiz Romero Lima (org.)
Teresina: 2003

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail