RUA DO MERCADO VELHO




Não há poesia nas esquinas
Só o grude negro dos anos
Esmaecendo as cores das paredes
                                            /nuas
Com realidade e ausência de rimas



em Artesanato existencial 
Teresina: Corisco/Sapiens, 1998

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail