AOS VIAJANTES




Ó tu, viajante!
que ora estás
no meu Piauí.

Se passares por Teresina
e beberes no cálice
o amor materno
matarás no peito
a sede de afeto
que vive em ti



Hélio Soares Pereira
em Onde o horizonte vem esconder-se...
Brasília: Gráfica e Editora Esteio, 1982

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail