VIVER EM TERESINA


ao poeta Paulo Machado


Férias de galos
bem-te-vis e pardais acordam a cidade
- mais um dia de trabalho -

Fim da jornada
ao assédio da artificial claridade
o sol se esvai com as buzinas dos carros

Frase da noite velada
- (há um poema que rói o tédio) -
e o único grilo é a labuta da rima

mesmo pobre
viver em Teresina
é sina nobre



Marleide Lins
em TERESINA: Um Olhar Poético
Teresina: FCMC, 2010
Organização de Salgado Maranhão

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail