TERESINA




És linda, cativante e hospitaleira,
Tens a aparência mesmo de rainha
Que até chego a dizer, cidade minha,
Que és o mimo da terra brasileira.

Tua lua é tão linda, oh! Terra minha,
Porquanto igual jamais vi tão fagueira,
E para mim será sempre a primeira,
Porque da fidalguia tens a linha

Os teus filhos se orgulham com razão
De te terem por berço - é natural -
Pois de nenhum magoaste o coração.

Teu rio que é o eterno inspirador
Dos poetas desta terra tropical,
Guarda em seu leito encanto sedutor.



Yolanda Bugija de Souza Brito
em Antologia de poetas piauienses
Wilson Carvalho Gonçalves (org.)
Teresina, 2006

Nenhum comentário:

acompanhe por e-mail